Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Campanha de combate ao mosquito borrachudo permanece em Agronômica

Publicado em 11/02/2021 às 10:54 - Atualizado em 11/02/2021 às 10:54

O Departamento de Agricultura de Agronômica iniciou a campanha de combate ao mosquito borrachudo. O produto já foi comprado pela Prefeitura. O inseticida biológico, que não agride o meio ambiente, é aplicado na água corrente onde estão as larvas.

“O produto está à disposição no Departamento de Agricultura. Temos um grupo de aplicação nas localidades. Quem quiser fazer parte do grupo basta me procurar ou me telefonar”, explicou o chefe de gabinete Cristiano Rosa.

O produto biológico tem a missão de destruir larvas e, com isso, impedir a procriação dos mosquitos borrachudos. O inseto atrapalha os agricultores e também causa incômodo aos moradores, já que a picada coça e pode provocar reações alérgicas na pele.

Os borrachudos gostam de voar durante o dia, com sol quente, são nativos da Mata Atlântica e bem pequenos. Na nossa região não existe transmissão de doenças pelo borrachudo ao homem, é exclusivamente o incômodo da picada.

A picada tem uma justificativa. A fêmea se alimenta do sangue de mamíferos. Portanto, quem pica é a borrachuda. Coça porque quando o inseto pica, injeta uma substância que provoca uma reação alérgica na pele.

Ao contrário do mosquito da dengue, por exemplo, o borrachudo não gosta de água parada, e quanto mais sujeira tiver melhor. As larvas se alimentam de matéria orgânica por isso, lixo e dejetos de animais são o combustível para o criatório do borrachudo.